Categoria Artigos

#brotherqsaudade

Brother, que saudade!

Apenas no Brasil, entre 30 milhões e 40 milhões de pessoas algum dia fizeram parte do rol de membros de uma igreja, mas se desviaram e hoje não estão em nenhuma denominação, essa é uma informação que doi no coração de ouvir e de fato, é extremamente comum observarmos por todos os lugares deste país, ex-cristãos que distantes da comunhão com Deus, do relacionamento da igreja, e do convívio dos irmãos, mergulharam novamente no pecado.

Ao fazer uma varredura em nossa mente, em nossas lembranças, encontramos diversos irmãos que voltaram a se drogar, a se prostituir, além é claro de cometer todo tipo de pecado.

Em Gn 4:9, Deus faz uma pergunta à Caim: “Onde está teu irmão?” e esta é uma pergunta que ressoa para nós cristãos. Onde estão nossos irmãos que um dia estiveram conosco adorando, servindo à Deus? Onde estão os irmãos que estiveram ao nosso lado na célula, na rede, na igreja aprendendo a palavra de Deus?

Infelizmente, Caim respondeu a Deus sendo indiferente ao estado de seu irmão pois o tinha assassinado “Acaso sou eu responsável pelo meu irmão?”. E quantas vezes também somos indiferentes? Quantas vezes, por preguiça, por excesso de compromissos ou pelo ativismo ignoramos essa pergunta de Deus? – Onde está teu irmão?

O Projeto #brotherqsaudade foi gerado como uma resposta a essa pergunta, uma forma de motivarmos uns aos outros a buscar uma maneira de manifestar nosso amor e a saudade que sentimos desses irmãos.

Não podemos deixar que esses “Brothers” sejam sepultados no túmulo da nossa negligência e desprezo.

Para isso estamos montando um banco de dados de pessoas que pedem para nós visitarmos ou amigos que sugerem que entremos em contato com esses Brothers.

Nosso objetivo é visitar as casas e enviar mensagens para que de alguma forma possamos expressar para estes brothers nosso amor, dizer que Deus não desistiu deles e que Deus os ama de tal forma que nos moveu na nossa ignorância e limitação, para dizer isso a eles!

Que possamos ter os olhos de Jesus e amar nosso próximo incondicionalmente, como ele nos amou – Jo 15:12.

Brothers esperamos por vocês!

 

Shalom!

 

Fabiano e Aline Aljava.

 

Força Friburgo!

Quase um mês após a tragédia que assolou Nova Friburgo, ainda se ouve o povo comentando e contando as histórias que passaram na madrugada do dia 12/01/2011. Realmente esse acontecimento deixou marcas que vamos carregar por muito tempo.

Não foi fácil passar por tudo isso, as cenas, os momentos passam na nossa mente o tempo todo como em um filme.

Todos nós ficamos abalados, famílias inteiras que se foram, amigos que não veremos mais, pessoas que perderam seus bens e ainda aqueles que perderam tudo.

Antes da tragédia fazíamos projetos, programávamos uma grande celebração no dia 15/01 para inicio das atividades da Rede de Jovens e depois que aconteceu ficamos pensando: E agora? Como será daqui para frente? Por que Deus permitiu que isso acontecesse?

Vivemos em uma sociedade que visa somente os ganhos e essa é uma cultura inserida no nosso meio cristão. Negamos as crises, negamos os sofrimentos, negamos as perdas, criando uma casca de super-crentes cheia de clichês e vivemos assim, até que o dia mal vem e ficamos sem chão, sem saber como lidar com isso.

Muitas vezes esquecemos que a bíblia é repleta de homens e mulheres que também tiveram suas perdas, homens de Deus que choraram, rasgaram suas vestes, cobriram-se de pó, de terra, vestiram-se de pano de saco. Abraão chorou, Isaque chorou, Jacó chorou, Jó, Davi e até Jesus chorou. E por que não podemos chorar também?

A nossa vida é um contínuo movimento de ganhos e perdas e precisamos aprender a lidar com elas, precisamos entender o que Deus deseja nos ensinar com tudo isso, pois a forma como lidamos com as perdas vão definir o futuro das nossas conquistas.

As perdas anunciam o princípio de um novo tempo!

Na leitura de Is 54:10-17 encontramos alguns ensinamentos bem propícios à esse tempo que estamos vivendo.

1) A Fidelidade de Deus é inabalável (v. 10)

“Embora os montes sejam sacudidos e as colinas sejam removidas, ainda assim a minha fidelidade para com você não será abalada, nem será removida a minha aliança de paz”, diz o Senhor, que tem compaixão de você. Is 54:10

Deus te ama de forma incondicional e sua fidelidade é inabalável, ainda que as crises venham, ainda que as tempestades nos atinjam, Ele permanecerá fiel.

A palavra de Deus diz em Eclesiastes 9 que todos partilhamos de um mesmo destino, os justos e os ímpios, todos estamos sujeitos às catástrofes, porém a nossa reação às crises fazem toda a diferença.

Aqueles que não confiam em Deus podem se desesperar, podem desanimar, mas nós entendemos que o nosso maior valor está em Deus.

Quem tem Deus, tem tudo o que precisa e quem não tem Deus ainda que tenha “tudo”, na verdade nada possui.

2) Temos um Deus restaurador (v. 11-12)

“Ó cidade aflita, açoitada por tempestades e não consolada, eu a edificarei com turquesas, edificarei seus alicerces com safiras. Farei de rubis os seus escudos, de carbúnculos as suas portas, e de pedras preciosas todos os seus muros.”  Is 54:11-12

Nestes versículos vemos Deus colocando a mão na massa para edificar a cidade destruída, com pedras preciosas, assim Deus fará conosco, Ele é o nosso consolador e nos dará coroa ao invés de cinzas, o óleo da alegria em vez de pranto, e um manto de louvor em vez de espírito deprimido. Ele restaurará nossas emoções e sentimentos, firmará nossos alicerces e nos protegerá de todos os lados.

Os projetos de Deus nunca falham. Se ele destruiu é para fazer melhor, do jeito certo, como no livro do profeta Jeremias 18:4 Ele refez o vaso de barro, moldando-o conforme a sua vontade.

Deus é perito em fazer do limão uma limonada.

3) Deus se preocupa com nossa família e nossos filhos (v. 13)

“Todos os seus filhos serão ensinados pelo Senhor, e grande será a paz de suas crianças.” Is 54:13

Uma das preocupações após a tragédia foi com as crianças, como elas lidariam com a perda de pais, dos colegas de escola, com tudo o que presenciaram, seria necessário psicólogos especializados para tratar desses traumas. As crianças de hoje são os homens e mulheres do futuro dessa cidade e Deus também cuidará delas como escreveu o profeta Isaías (v. 13), Deus garante que nossos filhos serão ensinados por Ele e que as nossas crianças terão grande paz.

Teremos uma geração restaurada e ensinada por Deus.

4) Deus tem um caminho de retidão e vitória (v.14-15)

“Em retidão você será estabelecida: A tirania estará distante; você não terá nada a temer. O pavor estará removido para longe; ele não se aproximará de você. Se alguém a atacar, não será por obra minha; todo aquele que a atacar se renderá a você.” Is 54:14-15

A prostituição e o consumo de bebidas e drogas cresceram muito em nossa cidade, observamos isso no ultimo ano, quando os jovens saiam para evangelismo nas ruas do centro da cidade. Vimos jovens se drogando, meninas se prostituindo na praça sem nenhum pudor, porém após a tragédia muitos viram a morte de perto, experimentaram livramentos e com isso voltaram seus pensamentos para Deus e em querer mudar de vida.

Você será estabelecido(a) em um caminho de retidão, de santidade, o pavor, o medo, os traumas serão arrancados para longe. Adversidades virão, porém Deus afastará nossos inimigos e nos concederá a vitória.

5) Deus é a nossa proteção (v. 16-17)

“Veja, fui eu quem criou o ferreiro, que sopra as brasas até darem chama e forja uma arma própria para o seu fim. E fui eu quem criou o destruidor para gerar o caos; nenhuma arma forjada contra você prevalecerá, e você refutará toda língua que a acusar. Esta é a herança dos servos do Senhor, e esta é a defesa que faço do nome deles”, declara o Senhor.” Is 54:16-17

A catástrofe não poupou nem ricos nem pobres, nem quem morava nas encostas, nem quem morava nas planícies, todos os lugares foram atingidos, um apartamento no centro da cidade, em um lugar aparentemente seguro foi derrubado, caindo sobre casas na sua frente. Não houve nenhum lugar que fosse considerado seguro em Nova Friburgo. Muitos pensaram em abandonar a cidade, mas que lugar do mundo pode se considerar seguro agora?

No mundo só existe um lugar plenamente seguro: A presença de Deus! Sem a presença de Jesus não há lugar seguro. No livro de Salmos 125 Deus se coloca como uma muralha em volta de seu povo, Ele é a nossa garantia.

Aprendemos muitas coisas com essa tragédia, aprendemos a valorizar a nossa família, aprendemos a ser mais solidário, aprendemos que a união faz a força e com certeza seremos uma cidade melhor, a glória da segunda casa será maior que a primeira.

A bíblia fala que o choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã (Sl 30:5), o sol nasceu, a manhã chegou, o bálsamo de Gileade está sendo derramado sobre nós, curando as feridas, e Jesus está enxugando as nossas lágrimas.

Esse é um novo tempo, Deus tem uma Nova história para Friburgo.

Por isso é a hora de darmos as mãos, juntarmos as forças e reconstruirmos essa linda cidade.

Vamos nessa! Levanta Friburgo! Força Friburgo!

 

“Dos GADITAS …, homens valentes adestrados para a guerra, que sabiam manejar escudo e lança; seus rostos eram como rostos de leões, e eles eram tão ligeiros como corças sobre os montes. …, foram os chefes do exército; o menor valia por cem, e o maior por mil” (I Cr 12:8-14).

Os GADITAS são a base da formação da rede de milhares…

Perfil do Gadita:
Ser 12, frutífero, apaixonado por vidas, ser um evangelista, ter um bom testemunho, ser servo.

 

Estabelecendo alvos, buscando transformação para gerar vitória!

O entusiasmo, a fé, a perseverança e a alegria são ferramentas para se alcançarmos alvos.

Ser jovem e não ter objetivo, significa não exercer, não usufruir da palavra de Deus. É invalidar suas promessas e as garantias que Ele nos dá, de que nos acompanha, nos sustenta, nos capacita e nos dá a vitória em tudo o que colocarmos as nossas mãos a fim de glorificarmos a Ele e expandirmos o Seu reino aqui na terra.

O fato é que por tudo e nada desistimos muito fácil, esmorecemos as nossas perspectivas e anseios e pior ainda, às vezes nem estamos com o nosso coração verdadeiramente fixo naquele alvo.

O Espírito de Deus nos emociona, porém, na maioria das vezes agimos somente por emoção, tal sentimento que não produz nada, mas se esfria com o tempo.

Ao invés de nos posicionarmos como geração de Josué e Calebe, que tiveram uma perspectiva espiritual de uma situação não muito fácil, negativamos tudo e todos a nossa volta, fazendo como os outros que vieram com o relatório de reconhecimento da terra que Deus havia prometido para eles… Nããããooo, não vai dar não… Isso não vai dar em nada!

Foi dado a você, dado autoridade para profetizar sobre os ossos secos, porém, se o que você tem feito é pisoteá-lo, de que está servindo a Palavra de Deus para você que produz vida.

Já passou da hora de dar um basta na nossa natureza Tomé, de querer ver coisas mirabolantes acontecerem para crermos que Deus está no negócio, já passou da hora de começarmos a dar valor para a nossa Jerusalém e a honrarmos aqueles que Deus colocou acima de nós para direcionarmos segundo o Seu coração.

Passou da hora de vivermos um relacionamento verdadeiro com quem está ao nosso lado, só que se eu não tiver esse relacionamento com Deus, não terei com ninguém, nem tão pouco irei conquistar.

Tudo depende de você. Da sua visão, do seu posicionamento, da sua atitude…

E aí? Você não vai fazer nada? Vai deixar que alguns caminhem sozinhos carregando um fardo que você poderia estar ajudando, mas até agora você só tem acrescentado mais peso?

Vai desistir ou vai se revestir dos elementos necessários de um soldado do exercito de Cristo? O Reino de Deus não é para perdedores, para fracos, para desistentes…pois não somos dos que retrocedem…

O mundo já é perdedor, o que eles precisam é de algo com vida, algo revolucionário.

Agora, a escolha é sua… só depende de você! Faça acontecer. Faça de uma situação difícil, matéria prima para usar sues dons e transforme em vitória!

Rede Aljava
Estabelecendo alvos, buscando transformação para gerar vitória!

Aline Carvalho
Líder da Rede de Jovens Aljava

 

A PEDRA VIVA E O POVO ESCOLHIDO

Mas um ano que se começa e somos invadidos por este sentimento de mudança, novos planos, novos sonhos, novas expectativas. Realmente sinto que neste ano um grande avivamento está para acontecer no Brasil e, na verdade, já está acontecendo.
Podemos sentir nosso coração arder! Nós fazemos parte desse avivamento!

Deus está levantando uma noiva adoradora que exalta o Seu nome. Esta é a oportunidade que Deus está nos concedendo de sermos “Pedras Vivas”.

Muitos quiseram e ainda querem abafar este avivamento, mas Jesus mesmo disse: Se eles se calarem, as pedras clamarão (Lc 19:40). A religiosidade, a hipocrisia e muitos outros fatores fizeram com que a igreja se tornasse morta, “Que honra a Deus somente com os lábios, mas o coração está distante”. Valorizaram a imagem, se revestiram de máscaras, exaltaram a si próprios e afundaram-se no seu orgulho. Tornaram-se “pedras mortas” que não fazem a diferença. Calaram-se diante da oportunidade de viver, vida em abundância, com o Deus vivo.

Nós somos a geração que clama, geração de pedras vivas para edificar o altar de adoração ao senhor.
Lc 19:41-44

A Jerusalém antiga foi abandonada pois perdeu esta oportunidade, por isso, não restou pedra sobre pedra e foi lançada por terra.

Na primeira carta que Pedro escreveu (I Pe 2:5) diz que somos utilizados como pedras vivas na edificação de uma casa espiritual para sermos sacerdócio santo, oferecendo sacrifícios espirituais a Deus, por meio de Jesus Cristo. Essa é a Jerusalém que interessa pra Jesus. Pedras Vivas!

A igreja que o Senhor tem levantando é uma igreja viva. Pedra Viva sobre Pedra Viva!

Precisamos entender a vontade de Deus para esta edificação, Ele é o arquiteto, Ele é o engenheiro, Ele é o construtor. Somos as pedras dessa construção e uma pedra que não serve não pode ser utilizada. Precisamos estar dispostos, precisamos ser fortes!

A pedra angular é a base da construção. Através dela toda construção é firmada. Jesus é a pedra angular (I Pe 2:67) devemos estar apoiados nEle, colocando-o como ponto principal da nossa edificação.

Jesus disse para Pedro, conforme Mt 16:8, que edificaria a igreja sobre ele, e o mesmo Pedro, em I Pe 2:4, diz que somos Pedras Vivas, parte da edificação. Pedro entendeu o seu chamado quando Jesus, após ter ressuscitado ordenou “…apascenta as minhas ovelhas…”

Pedro conclui “Vocês porém são Geração Eleita, Sacerdócio Real, Nação Santa, Povo Exclusivo de Deus, para anunciar as grandezas dAquele que nos chamou das trevas para sua maravilhosa luz. Antes vocês nem sequer eram povo, mas agora são Povo de Deus; …” (I Pe 2:9-10)

Somos o povo escolhido de Deus para fazer parte desse avivamento de Pedras Vivas, Preciosas, que não se contaminam com as imundícias do mundo e edificam-se sobre a Pedra Angular que é Jesus.

Não vamos permitir que o inimigo nos deixe calar! Não podemos ficar calados!
Estejamos firmes como a rocha, onde nada poderá nos abalar.

Somos o Povo Escolhido da Pedra Viva, sobre nós Deus edificará sua igreja. Não percamos a oportunidade que Deus está nos dando.

Somos o povo escolhido para provocar festas no céu!
Somos o povo escolhido para resgatar os profetas!
Somos o povo escolhido para alcançar as multidões e fazer parte deste avivamento!
Creia e receberás pede-me e te darei as nações por herança!
Obedeça ao chamado e anuncie as grandezas do Senhor!

Shalom a todos!

Fabiano Carvalho